top of page

Lingas de Cinta

A elevação, movimentação e amarração de cargas está presente no dia a dia de toda cidade, criando diversas demandas de equipamentos para poder realizar essas operações, dentro dessas necessidades temos algumas que necessitam de um material com mais elasticidade, material mais leve, material que possa movimentar peças acabadas que não podem ser danificadas, riscadas ou marcadas, entre outras necessidades.


A linga de cinta é fabricada através de cintas de poliéster montadas junto a acessórios que possibilitam as conexões necessárias para poder realizar as operações, é muito utilizado nos diversos setores da economia como por exemplo, na indústria de construção civil, metalúrgicas, automotiva, petrolífera, eventos etc. Suas características ajudam no dia a dia dessas operações, a mesma tem vantagens e desvantagens bem diferentes quando falamos das lingas de cabo de aço e das lingas de corrente GRAU 8, fazendo que possamos ter uma maior gama na hora de escolher o melhor para nova movimentação de cargas.

Assim como as outras lingas, a linga de cinta conta com uma diversidade de tipos e montagens, que ajudam nas operações que necessitam disso, podendo variar a quantidade de pernas, tipo de acomodação na carga.

Dependendo do material a ser içado é necessário um tipo de linga ou um tipo de montagem, sempre respeitando as indicações da norma, conforme imagem acima podemos ver as inúmeras opções para trabalhar com as cintas, ela é uma ótima opção para quando é necessário movimentar peças acabadas, para que a sua superfície não sofra com marcas nessas operações, como seu material é maleável ele não tem como riscar ou marcar uma peça com material mais duro, sendo assim ela vem tomando conta dessas operações, porém junto com essa vantagem vem as desvantagens, como dito acima sua matéria prima é muito maleável e pouco resistente à arestas cortantes, a abrasão, ao calor e aos agentes químicos.


O uso das lingas de cinta vem crescendo a cada dia, pois sua aplicação é muito restrita, e dependendo do caso não se pode utilizar outras lingas, sua demanda no mercado de movimentações de cargas aumentaram, suas propriedades foram melhoradas no limite que sua matéria-prima permite.


A ABNT é o órgão que cuida das normas técnicas de diversos segmentos, e claro do seguimento em questão, sendo mais especifico a norma utilizada para as lingas de cinta poliéster é a ABNT NBR 15367-1 e -2, que normatiza a fabricação, métodos de ensaio, inspeção e utilização de cada um deles. Com as lingas fabricadas conforme as normas podemos ter mais segurança e confiança nas operações, fora que temos menor diferenças entre cada cinta fabricada, sem as normatizações cada fabricante faria de uma forma, assim aumentando os riscos.


Como todas as outras lingas, devemos ter muito estudo e planejamento na execução das operações de elevação, movimentação e amarração de cargas, levando sempre em conta que a segurança vem em primeiro lugar, ainda mais com as cintas de poliéster que requer um cuidado mais especial na hora de sua utilização, de uma olhadinha no nosso conteúdo sobre (link da postagem sobre segurança na elevação e movimentação de cargas).

165 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page